quinta-feira, 28 de outubro de 2010

Uma gota de chuva

Ela era Graça, em nome e essência. Para os que amava, espalhava força, vida, riso e luz. E para mim espelhava também mágoa. Desde o primeiro dia que a vi, nada nem ninguém que me aconteceu foi tão assustador e confuso, porque não há ninguém que me tenha dado tanta segurança, mas fragilidade, ninguém que me tenha feito sentir tão importante, mas insignificante.

Conheci-a num jantar de amigos, na serenidade e calor da sua casa. Desde o primeiro instante, não consegui deixar de me levar pela luz que ela naturalmente irradiava. Para mim, foi o farol que me guiou e protegeu nos piores momentos de fraqueza e desorientação. Essa noite foi o primeiro dia do resto da minha vida. Foi aí que parei de me procurar, porque o mundo em que eu acreditava sem saber porquê começou a fazer sentido e até os problemas mais inquietantes se dissolveram numa harmonia que eu não julgava possível existir. Mas foi também numa noite como essa que renasci para depois morrer.

As circunstâncias da vida foram mais fortes do que as nossas vontades juntas. Alguns diriam que o que aconteceu foi uma desgraça ou um desperdício. Eu prefiro contar uma história de amor que não se concretizou, de uma gota de chuva que não caiu em cima de nenhuma flor mas de uma pedra seca, que para sempre ficou agradecida.

33 comentários:

Cibis disse...

Simplesmente belo!!!
Parabéns

Macaco Pipi disse...

eu só queria ser um namorado melhor

Dih disse...

Nossa muito legal o seu texto.. a forma como foram descritas as palavras, e realmente amar é algo confuso...

jpfox8 disse...

Muito bom!!!!
Estou conhecendo seu blog e textos agora. Me surpreendi.
Parabéns!!!
Inté...

Anderson Meireles disse...

Lindo! Lindo de verdade!
Parabéns pelas belas palavras tão bem escolhidas!
Abraço!

Matheus Felipe disse...

Parabéns pelo blog e que Deus te abençõe hj e sempre.
Fui...

Marcus Alencar disse...

É engraçado como certas coisas acontecem na vida da gente. A gente pode conhecer uma pessoa que no começo é muito legal e amiga mas que com o passar do tempo ela simplesmente muda. Acredito que o mais importante de tudo é aproveitar o que de melhor aconteceu com cada experiência.

Jân Bispo disse...

E quem poederá dizer depois de lê-lo que uma prosa não pode ser petica? seu desabafo inspirador é pura poesia, puro sentimento que é leve como a brisa e que consegue tocar e muito os sentimentos... parabéns, sucesso!

Evandro Oliveira disse...

Parabéns pleo blog!
Adorei o texto!
Abraços

Lerminer disse...

Muito bom o seu texto. O modo como você escreve é muito bom...

http://lerminer.blogspot.com/

William disse...

Parabéns pela postagem e continue escrevendo sempre.
Sucesso
Seguindo o blog, se puder retribuir, agradeço
www.tocadowilliam.com

Katielle disse...

Muito bonito,

Creio que se valeu a pena pelo menos por um segundo, nunca foi uma perda de tempo.

Parabéns...

Alexandre disse...

legal

J.R. disse...

Adorei o texto!!! Parabéns pelo blog. Abraço.

Dam. disse...

Sinceramente meio difícil de entender porem extremamente impactante nos faz pensar em algo que no consome. Parabéns!

Katielle disse...

Sim, vc ja disse... rsrs

Andre Mansim disse...

Desde o primeiro instante, não consegui deixar de me levar pela luz que ela naturalmente irradiava. Para mim, foi o farol que me guiou e protegeu nos piores momentos de fraqueza e desorientação.

Puxa que texto lagal e que frase boa essa aí, gostei muito do seu blog e do seu jeito de escrever.
Parabens.

http://amansim.blogspot.com/
passa lá depois...

C. Lopo disse...

Pura poesia... Amei o final...

bjo.

Rogerio disse...

a vida segue...e com ela temos nossas experiências;;;que nos ensina a viver melhor...

joão victor borges disse...

Acho que sei como é esse sentimento, ou talvez não. Cada caso de amor é um caso.

Abraço! ;)

http://anpulheta.blogspot.com

♫ Angélica ♥ Kawai ♪ disse...

Belo e triste.. me sinto agraciada e ao mesmo tempo perturbada por ler uma declaração tão intensa de carinho e ao mesmo tempo tão pra baixo por se sentir inferior... me fazendo me sentir... inferior e superior...

perdi o fio da meada...

♫ Angélica ♥ Kawai ♪ disse...

Belo e triste.. me sinto agraciada e ao mesmo tempo perturbada por ler uma declaração tão intensa de carinho e ao mesmo tempo tão pra baixo por se sentir inferior... me fazendo me sentir... inferior e superior...

perdi o fio da meada...

Katrine disse...

Que ar triste há nestas palavras. Tanta, que me surpreendo.

Muito bom teu blog.

Bom domingo.

Adriano disse...

muito interessante o seu texto, gostei mesmo. voce escreve com uma verdade que me impressiona"

valeu ai
abraços

maricotO disse...

Vc sabe escrever, escolhe palavras, constroi bem as frases. Parabens!

Vc nos levou ao profundo do amor dele, mas não me deu as circunstancias do final. Faltou saber pq ele sofria pra eu sofrer junto... eu acho.

Vrilbert Dark disse...

adorei esse texto *-* é de autoria sua?

Jéssica Torres disse...

É por isso que dou razão a Mário Quintana, quando no íntimo de nossa conversas - ele lá dentro do livro e eu cá deitada na cama - me fala cheio de razão: "Tão bom morrer de amor e continuar vivendo".
Adoro amores breves, daqueles que de tão intensos são instáveis, e que parecem dar cabimento à uma vida inteira!

Voltarei.

O Blogueiro disse...

Belissimas palavras, muito bom texto parabens.


O BLOGUEIRO

Rolando disse...

ola. estive aqui. muito legal. apareça por la. abraços.

André Brito Oficial disse...

Liindo o seu Blog amei, seus posts são muito bons ^^ seus textos liindos, sem palavras...
Jah estou seguindo vc e ja esta em meus favoritos,se puder retribuir agradeço espero vc láh no meu Blog! at+ =D

________________Blog_______________
http://andrebritooficial.blogspot.com

LADY D. A. disse...

Um amor que não se concreiza pode trazer experiências enriquecedoras...

Barbara Nonato disse...

Triste quando as histórias de amor terminam se o seu devido final...
Belo relato! Prende quem está lendo. Gostei.

bia santos disse...

A forma como você escreve é muito bela...Estou aqui me deliciando com seu post...