quarta-feira, 31 de dezembro de 2008

O Velho

O Velho não tem família, há muito tempo que todos morreram, ele morreu para todos eles. Porque um velho é um estorvo, é um empecilho que ninguém quer cuidar, as rugas envergonham em frente aos amigos. Sobrevive com uma pensão miserável dada por um Estado invisível que o trata como um fardo, mas não pede nada a ninguém, nem na sopa dos pobres, nem uma esmola, nem aos vizinhos. Basta olhar para as covas do rosto para se ter a certeza que passa fome.

A sua casa cheira a esquecimento, madeira velha e livros antigos que nunca sairam das prateleiras. Do sofá para a cama, da cama para o sofá, a televisão é a única companhia – mas não fala com ele, não se preocupa, não ouve as histórias intermináveis que tem para contar. Passam programas que não entende, palavras que nunca ouviu, por isso fecha os olhos e deixa o som ligado, imagina um filme feito por si: uma criança perdida, a voz longínqua dos pais a chamarem por ele, um adulto que nunca se encontrou.

O Velho vive na província apesar de viver na cidade, conversa com todos mas ninguém lhe responde. Caminha devagar pela rua, pedindo desculpa por ainda não ter morrido, olhando as crianças a correrem de um lado para o outro, vendo os jovens a passearem a sua eternidade.

Chega ao parque e está sempre frio, espalha pelo chão um pouco de pão para as pombas e no meio das migalhas vão sempre um pouco de ilusões perdidas. Ainda está com fome, mas prefere matar um pouco da solidão com as pombinhas.

O fim está quase aí, talvez já tenha chegado ontem, mas hoje nunca é um bom dia para morrer. Arrasta-se pela rua para voltar a casa, do sofá para a cama, da cama para o sofá. Passam dias, passam noites, mas o vazio dentro do coração não passa, apesar das batidas fracas teimarem em continuar. Talvez amanhã tudo acabe, mas amanhã será sempre tarde demais.

22 comentários:

Mundo de Bekko disse...

É, velhão!
A idade chega pra todo mundo.
Seria bom se ele tivesse feito uma previdência.
rsrsrs

Abraços e feliz 2009!

Oitentando disse...

Esse texto passa muito a realidade...asilos com idosos esquecidos,maltratos conbtra idosos dentro de casa...isso ai ta cheio!!!

DuDu Magalhães disse...

O velho é o novo amanhã...

Instigante como tratamos o nosso futuro..


curti seu texto!

danilo disse...

heheheh a velhice chega a todos ehhehe bom blog
feliz 2009

marcos memc disse...

Primeira vez que passo por aqui.
Bem legal teu blog hein.

vo tentar voltar sempre que der.
boa sorte.

feliz ano novo. xD

Abrass

Érika Luísa disse...

gostei muito do seu blog e gostaria que vc recebesse o premio dardos para ver mais fotos do seu selo e a indicacao completa visite o blog atitudeirevir.blogspot.com

Euzer Lopes disse...

É... Se fazemos isso com nossos sapatos, com nossas roupas, por que acha que não faremos isso com nossos ascendentes?
Afinal, nós, tidos como os donos da verdade (porque ainda temos idade para termos verdade), iremos querer as verdadeiras experiências de alguém que não serve mais para nada? Nem para contar histórias de um tempo que não existia celular ou internet?
Por isso gostamos dessa vida medíocre e podre que vivemos.

Lais Adelita disse...

como um texto que já li diz , era melhor nascer velho e morrer até antes de estar no útero ,
sua morte seria um orgasmo rs!

Beijao e feliz 2009!

A'ZaF disse...

cara você escreve bem pra caramba...

curti mto o post meow, demais...

Feliz 2009


http://paranoiaelucidez.blogspot.com/


Participando do TOP 30, você curtir o blog e quiser colaborar é só VOTAR clicando na imagem top 30

PROFESSOR ADEMIR disse...

Algumas coisas que pretendo preservar para minha velhice:

*Minha camisa do Grêmio
*Uma cuia de chimarrão
*A velha chaleira
*Minha boina
*Um bando tripé de couro
*E é claro, meus bon slivros

Afinal de contas, é muito bom ficar velho, é muito bom viver, e chegar à velhice, mesmo que em condições como as que tu descreveu..é privilégio par apoucos.


Depois comente lá no meu, obrigado e parabéns pelo texto!


http://cambaratricolor.blogspot.com/

MARCOS LEITE(O POETA DA VIDA) disse...

minha linda,que historia!

a velhice e nosso destino,as vezes não vimos o sofrimento dasqueles que já são idosos,não pensamos o qundo elers pode ensinar,o quanto ele foi importante!

não olhamos,que eles são seres humanos,mesmo com mais esperiência!


lindo texto!

MARCOS LEITE(O POETA DA VIDA) disse...

amiga,tenha uma linda tarde!

MARCOS LEITE(O POETA DA VIDA) disse...

olha,disculpa,mas não sei se você e mulher ou homem,se ser homem disculpas,por algumas de minhas palavras!

espero que entenda!

historiaspraboidormir disse...

poxa
gostei muito do txt
a essência da "coisa" foi bem capturada
parabéns

vitor Marques disse...

é velho
xd
belo blog

Tiago Cervo disse...

Muito interressante.

Gostei da narração, a velhice é uma época de frustações e de felicidades.

Grande abraço

http://ccdodia.blogspot.com/

Bruno Fehr disse...

É uma pena ver a solidão de muitos velhos, lembro-me de num dia de chuva eu ir de moto e ver um velho a pedir ajuda a estranhos. Parei e ele disse-me que não tinha luz em casa, o quadro desligou e ele nao chegava lá. Eu, um estranho fui convidado a entrar e o que vi, custou-me ver. Uma casa gelada, sem mobília nem um tapete. Uma poltrona, um cobertor uma tv. humidade por todo o lado. Liguei-lhe o quadro ele agradeceu e tirou a carteira, lá dentro tinha uma única nota de 500 escudos que me estendeu.
Recusei e o olhar dele era um misto de incredibilidade e agradecimento.

Mas é uma memoria que não me larga, demonstrativa do quanto a família é injusta para com os seus velhos. Eles têm tanto para ensinar, tantas histórias para contar e ninguém as quer ouvir...

Parabéns, este é um belo texto.

Carine Passos disse...

hmm .. gostei daqui !
muito bom o texto !

Feliz 2009 !

voltarei mas vezes ! =D

henrique teixeira disse...

To passando por um momento
um amigo velho na cabeça
velho chato com 28 anos ninguem merece


xxx henriqeu teixera

Fernanda Santiago Valente disse...

Que texto lindo! Ao mesmo tempo, triste. Faz lembrar o meu avô, todos os ignoram. Eu não. Amo estar com ele... já é como criança.
Infelizmente, muitos idosos são esquecidos e eles precisam tanto do nosso amor...

Annie disse...

Nossa, parabéns.
Lindo, real e trsite.
Vou te adicionar.
Bjos

Rozangela disse...

Nossa! lindo esse text, realmente o idoso sofre com preconceitos e descasos. Belas palavras e fáceis de entender e uma mensagem direta porém "doce", valeu a pena ter lido, colocarei seu blog no meu. Posso??? Espero resposta.
Beijinhos!!
http://www.cgfilmes.blogspot.com/