segunda-feira, 3 de novembro de 2008

Prisão Perpétua

A noite que nunca deveria ter acontecido reaparece sempre em qualquer instante antes do início da madrugada. A primeira amante, o contacto primordial, o toque ingénuo, tudo faz parte do fim da inocência, o fim de tudo. Trocava a minha alma para que nada tivesse acontecido, para que pudesse ser saudável outra vez, para poder ver o arco-íris no céu estrelado como antigamente. Dava tudo para ter aqui o sonho perdido daquela infância pacífica, o suspiro ansioso por uma juventude que nunca iria terminar, o riso solto e livre de quem não se sentia comprometido com nada nem ninguém. Agora estou preso dentro duma minúscula caixa quadrada que cerca completamente o meu tronco dobrado e esmaga todas as partes deste corpo sufocado e clautrofóbico.

Tudo ficou sujo desde então, com uma podridão que me impregna os ossos e a carne e o espírito e a mente. Todos se tornaram feios e tristes - e eu fiquei a fazer parte de toda a porcaria que se esconde por baixo das unhas do mundo. Sou apenas mais um animal, pintado com a mesma cor monótona e submissa, desenhado como um grão de areia, num pequeno quadro, esquecido no canto mais frio dum quarto sem portas nem janelas. Fui apenas mais um. Sou apenas mais um.

17 comentários:

erichgeorge disse...

tua palavra faz efeito! por hora me senti enjaulado num mundo alvo e podre.
agora tomo liberdade pra criticar:
adjetivos são um vício a ser evitado. descomplique um pouco mais. mais frases no mesmo corpo de texto. talvez até mais um paragrafo. pirei na parte das sugeiras em baixo das unhas do mundo, muito bom. escrever é solidão, escrever é voar. até

Pensando bem... disse...

poxaa..
muito lindoo!!
adorei
abçs
paz e luz

Carlos Eduardo disse...

Realmente, concordo com o 'Erichgeorge' - mesmo ele tendo escrito sugeira com 'g'- adjetivos são um vício.
Mas mesmo assim está belíssimo o texto e totalmente compreensível.



http://putoanonimo.blogspot.com

Jordânia disse...

gostei!
triste quando a gente se sente perdido e sozinho mesmo quando há muitas pessoas ao nosso redor. =T
belos textos!

beijos ;*

DuDu Magalhães disse...

já senti tantas vezes essa sensação...

Pensando bem... disse...

CARAMBA!!!
VOLTO PRA DIZZER Q CADA VEZ QUE LEIO ESSE TEXTO ME CAUSA UMA REAÇÃO DIFERENTE!!
ADOREII

Nerd disse...

^^
Otimo texto abçs

http://blog-do-vandeco.blogspot.com/

Cássia Barbosa disse...

Gostei...

http://www.porta-joias.blogspot.com/

Luciano R. Correa disse...

Poxa, muito tétrico; mas momentos assim fazem parte da vida

Trujillo disse...

Obrigado por comentar meu Blog.
Me tocou o modo como escreve. Procuro o que me leva longe, me deixa pensativo. "Trocava a minha alma para que nada tivesse acontecido, para que pudesse ser saudável outra vez, para poder ver o arco-íris no céu estrelado como antigamente." Me tocou.

Abc

Alisson disse...

Seu texto causou um efeito doido de perda em mim.
Ninguém é apenas mais um no mundo, foi esse pensamento qu me fez voltar a realidade.
mas a realidade é tão ambigua...

see you!




-------
www.dacordasuapaz.blogspot.com
-------

Blog :: Por dentro da TV disse...

demais, viu!!!!!!!!!


http://pordentrodatvdiogo.blogspot.com/

Paulim. disse...

Às vezes também me sinto assim... será que é uma característica dos adultos, assim como o sono tranqüilo é das crianças?

:/

Maranganha Abilolado disse...

É um texto bom, mas senti que, perto do fim, você foi perdendo a paciência.Não tenha pressa de escrever seu texto.

30 e poucos anos. disse...

Muito boa a mensagem do texto....quando me sinto assim sempre procuro a porta mais próxima e abro para novas possibilidades.

~ a Juh! disse...

Não sei o que te acontece, mas nenhum sofrimento dura pra sempre. Cedo ou tarde a gente supera, mas o que vc precisa é de força pra enfrentar. Boa sorte =)

beeeeeeeeeeijos

- Thais disse...

Caramba
vc escreve bem.
Me lembra muito uma pessoa.